Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Desenvolvimento Curricular

2001.jpg

Realizaram-se sexta-feira, dia 25 de outubro de 2019, às 14h30, as Provas de Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Desenvolvimento Curricular, requeridas pelo Mestre Sancho da Costa Patrício, tendo como orientadora a investigadora do CIEC Maria Assunção Flores Fernandes. O júri foi presidido pela Doutora Isabel Flávia Gonçalves Fernandes Ferreira Vieira, tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutora Maria Assunção Flores Fernandes, da Universidade do Minho; Doutora Maria do Carmo Pereira de Campos Vieira da Silva, da Universidade Nova de Lisboa; Doutora Maria Palmira Carlos Alves, da Universidade do Minho; Doutor Carlos Manuel Ribeiro da Silva, da Universidade do Minho e Doutora Sandra Raquel Gonçalves Fernandes, da Universidade Portucalense. No final, o júri deliberou, por unanimidade, aprovar o candidato atribuindo-lhe a menção de “Muito Bom”.

Título da Tese: “Investigating the Curriculum of Initial Teacher Education in East Timor: A Multi-Perspective Study””

2000.jpgResumo: Na Universidade Nacional de Timor-Lorosa´e (UNTL) a formação inicial de professores (FIP) sofreu várias reformas desde que foi estabelecida. A reforma visa a melhoria da qualidade da educação relacionada com as condições do mundo de hoje. A reforma da FIP deriva do Currículo de Transição, do Conteúdo Curricular Mínimo e do Sistema Europeu de Transferência de Créditos. No entanto, não há avaliação curricular específica sobre a eficácia da reforma curricular e da sua implementação, pois as sucessivas reformas basearam-se apenas em decisões políticas. As reformas curriculares são influenciadas pela política da Formação de Professores em Timor Leste. O currículo desempenha um papel de relevo para o desenvolvimento da identidade nacional através da cultura, aspetos sociais e ideologia, que são a prioridade para o desenvolvimento da educação nacional. Assim, o objetivo da FIP na UNTL é formar educadores profissionais para as escolas. A FIP desempenha um papel importante na melhoria da qualidade da educação nacional em Timor Leste. Este projeto de pesquisa teve como objetivo analisar o novo currículo para a FIP em Timor Leste e incluiu várias fases e métodos: análise de documentos; entrevistas semiestruturadas com decisores políticos, formadores de professores, estudantes e supervisores escolares e, finalmente, grupos focais com alunos futuros professores e professores universitários para obter as suas várias perspetivas. Participaram no estudo 4 membros da universidade e do governo, 20 alunos futuros professores; 5 formadores de professores da universidade; 5 supervisores escolares; 2 supervisores universitários e uma professora estrangeira. A FIP fornece aos futuros professores metodologias de ensino e abordagens teóricas e práticas durante os quatro ou cinco anos de formação. Contudo, existem alguns desafios enfrentados por alunos e professores nos processos de ensino e aprendizagem relacionados com a falta de recursos disponíveis. Além disso, não há preparação para a implementação do novo currículo e algumas disciplinas novas do currículo não estão relacionadas com a área de formação dos formadores. Os dados indicam algumas sugestões para fomentar a cooperação entre o governo e a universidade. Se o governo e a universidade prestarem mais atenção à avaliação e reforma curricular, a qualidade da educação pode ser melhorada da maneira correta.

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s