Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de Literatura para a Infância

Realizaram-se no dia 30 de outubro de 2020, às 14h30, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de Literatura para a Infância, requeridas pela Mestre Luzia Ferreira Pereira Enéas, tendo como orientador o investigador do CIEC Fernando José Fraga de Azevedo. O júri foi presidido pela Doutora Maria Beatriz Ferreira Leite de Oliveira Pereira, tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutor Fernando José Fraga de Azevedo, da Universidade do Minho; Doutora Maria Lourdes da Trindade Dionísio, da Universidade do Minho; Doutora Sara Raquel Duarte Reis Silva, da Universidade do Minho; Doutora Ângela Maria Franco Martins Coelho de Paiva Balça, da Universidade de Évora; Doutora Glória Maria Lourenço Bastos, da Universidade Aberta. No final, o júri deliberou, por unanimidade, aprovar a candidata atribuindo-lhe a menção de “ Bom”.

Título da tese: “Recepção de picture books e desenvolvimento de valores na criança: estudo de caso na educação infantil no Rio Grande do Norte”

Resumo da tese: Esta pesquisa tem por base a análise da recepção da literatura infantil, por meio do formato picture book, por crianças de 3 a 5 anos em duas unidades de ensino infantil de Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil. Procuramos, através de pesquisa participante e realização de entrevistas, analisar a contribuição do método de contação de história e suas dinâmicas no desenvolvimento cognitivo das crianças no que diz respeito aos valores assimilados. Para realizar a análise desenvolvemos uma revisão teórica, tendo como norte conceitos como os de literacia, intertextualidade e semiótica, trabalhando com os autores: Aguiar e Silva (2002), Azevedo; Araújo; Araújo (2014), Bachelard (2009), Balça (2010), Benjamin (2004), Calvino (1990), Colomer (2001), Cortella; Freire (2007), Delors (2012), Duran (2002), Eulate (2000), Fillola (2001), Kristeva (1974), Morin (2000), Noldeman (1988), Paz (1993), Scholes (1989), Venturi (2007) e Zumthor (1993). A nossa perspectiva analítica é conduzida pelas categorias consciência crítica e empoderamento em Freire (FREIRE; SHOR 1986). Analisamos contos de fadas tradicionais e contos infantis brasileiros em consonância com Freire (1983,1997), Roso; Romanini (2014), Azevedo (2006), Watzlawick et al (1993), Azevedo (2009), Tatar (2009), Bettlheim (2015), Nodelman (1999), Bachelard (2009), Colomer (2003), Delors (2012), Calvino (1990), Morin (2006), Todorov (2012) e Estés (2005), entre outros. Concluímos, após analisar os dados coletados, que há um esforço do corpo docente em desenvolver um processo educativo infantil recorrendo à literatura, embora a literacia ainda seja um processo incipiente face à diversidade de problemas encontrados nas duas escolas pesquisadas. Também pudemos perceber que, uma vez otimizado, o uso do formato picture book representa uma estratégia destacada para o desenvolvimento do potencial cognitivo das crianças, especialmente na manifestação de valores.

Advertisement

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s