Investigadora do CIEC em aula aberta (5-Fevereiro)

4.jpgA investigadora do CIEC Rafaela Rosário participa amanhã, dia 5 de fevereiro, às 14h30, na sala 2.25 do edifício 1, na  leccionação da aula aberta “A saúde da criança com necessidades especiais: intervenções dos enfermeiros de saúde escolar”.

A “Declaração de Salamanca” (1994) estabeleceu o enquadramento que permitiu pensar na forma de desenvolver uma politica e uma pratica de Educação Para Todos. Neste documento pode ler-se que as escolas do ensino regular que têm uma orientação inclusiva são “as formas mais eficientes de combater atitudes discriminatórias, construindo-se assim uma sociedade inclusiva e alcançando-se a educação para todos’ (Declaração de Salamanca). Por outro lado, tem-se enfatizado o papel dos profissionais de saúde, num trabalho multi e profissional e em articulação com as escolas. no sentido de promoverem. de forma eficaz, maiores ganhos em saúde. através de contextos escolares favoráveis à adopção de estilos de vida mais saudáveis e à melhoria do nível de literatura para a saúde da comunidade educativa (DGS, 2015). Manter as crianças saudáveis e seguras. na escola, preparadas para aprender afigura-se como urna prioridade para ambos os sistemas de saúde e educacionais. Os enfermeiros são. assim, considerados peças chave nos programas de saúde escolar ao avaliarem a condição de saúde predominantemente experimentada pelas crianças (Magalnick & Mazyck, 2008). São considerados facilitadores do desenvolvimento da criança, promotores de saúde e segurança, intervencionistas em áreas prioritárias de saúde atuais e potenciais. gestores de caso. colaboradores com outros profissionais para a adaptação do aluno e familia à escola (NASN. 2016).

Neste seminário, integrado na De OPÇÃO I – a criança com necessidade de cuidados especiais, do 3° Ano do curso de licenciatura em Enfermagem, pretende-se dar a conhecer o papel dos enfermeiros nas escolas e sensibilizar os participantes para a mudança de paradigma que aquela declaração vem oferecer, a partir da análise de Selecções concretas vividas pelas crianças com necessidades especiais em contexto escolar.
Rafaela Rosário é Professora na Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho e investigadora na área da saúde escolar e saúde familiar. E membro do grupo de investigação da Escolas Promotoras de Saúde na Europa (Schoots ta Health Europe). É membro da comissão de peritos na área da saúde escolar da Ordem dos Enfermeiros.

Fernanda Pombal é estudante de doutoramento em Enfermagem na Universidade Católica Portuguesa com o a tese intitulada “A assistência das crianças com necessidades de saúde especiais na escola”. É especialista em enfermagem de saúde comunitária. coordenadora da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Amares. É membro da comissão de qualidade e segurança do ACeS Gerés-Cabreira. E membro da comissão de peritos na área da saúde escolar da Ordem dos Enfermeiros.

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s