Maus resultados: a culpa é dos currículos ou dos professores?

Fernanda-Viana-Portugal[1]

A investigadora do CIEC Fernanda Leopoldina Viana, foi uma das principais fontes auscultadas pelo jornal Público do último dia 6 de dezembro, no seguimento da forte descida na média dos alunos portugueses do 4.º ano de escolaridade na avaliação internacional da literacia em leitura realizada pelo PIRLS – Progress in International Reading Literacy Study. Os resultados foram divulgados no dia anterior e entre 50 países, Portugal apresenta a segunda maior quebra.

A investigadora comenta as possíveis causas que justifiquem os maus resultados, como o “factor crise”, que “provoca instabilidade emocional e esta prejudica as aprendizagens”. Prova? Segundo aponta, a Universidade do Minho promoveu um programa de fluência em leitura, em que uma das componentes passavam pelas crianças lerem para os pais. Muitas só o puderam fazer via Skype porque os pais tinham emigrado.

Leia na íntegra a notícia, que contou com chamada na primeira página, clicando aqui.

 

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s