Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Desenvolvimento Curricular

6.jpg

Realizaram-se no dia 21 de março, às 10h, as Provas de Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Desenvolvimento Curricular, requeridas pelo Mestre Jean Adriano Barros da Silva, tendo como orientadora a investigadora do CIEC Isabel Maria Torre Carvalho Viana. O júri foi presidido pela Doutora Maria Graça Ferreira Simões de Carvalho, tendo estado presentes os seguintes vogais: a Doutora Isabel Maria Pimenta Henriques Freire, da Universidade de Lisboa; o Doutor José Carlos Bernardino de Carvalho Morgado, da Universidade do Minho; a Doutora Maria José de Sousa Magalhães, da Universidade do Porto; a Doutora Isabel Maria Torre Carvalho Viana, da Universidade do Minho; a Doutora Maria Palmira Carlos Alves, da Universidade do Minho. No final, o candidato foi aprovado, por unanimidade, com a menção de “Muito Bom”.

Título da Tese: “CAPOEIRA: LIMITES E POSSIBILIDADES – UM PROCESSO PEDAGÓGICO 5.jpgCRIATIVO A EMANCIPAR A CIDADANIA INCLUSIVA”

Resumo: O presente trabalho, enquadrado numa tese de doutoramento no âmbito do Desenvolvimento Curricular, investiga a capoeira, seus limites e possibilidades como recurso pedagógico na educação formal, considerando a potencialidade das africanidades na construção de alternativas metodológicas que possibilitem um processo educativo compatível com a pluralidade/diversidade dos educandos e consequente empoderamento para o exercício pleno da cidadania. Estabelecemos como objeto de estudo as práticas pedagógicas de matriz africana na capoeira, com o propósito de: i) caracterizar limites e possibilidades no processo de trato com a matriz pedagógica africana, através da capoeira, descrevendo e analisando, coletivamente, seus traços essenciais; ii) analisar as contradições existentes nas proposições em desenvolvimento no trato com a cultura corporal, levantando possibilidades superadoras, capazes de gerar um conhecimento descritivo crítico; iii) compreender as dinâmicas decorrentes do processo de construção da capoeira como prática pedagógica, com base num caso explorado segundo pressupostos de Investigação-Ação, numa escola pública de Amargosa – BA; iv) identificar quais as principais dificuldades que professores e alunos enfrentam no trato com a história e cultura afro-brasileira e africana, considerando o aprofundamento e construção de conhecimento sobre propostas facilitadoras do processo pedagógico, sustentadas na capoeira. Este trabalho traz como opção metodológica pressupostos da Investigação-Ação, que tem como característica essencial capacitar/empoderar os interlocutores envolvidos no estudo para o desenvolvimento autônomo, focado na exploração da solução do problema identificado. A partir desta opção foi possível sistematizar dados suficientes para referendar a relevância da capoeiragem como estratégia para trato com africanidades na escola, enquanto resposta vital à diversidade, descrevendo os traços peculiares dos sujeitos participantes no estudo. Com base nos resultados, foi possível identificar possibilidades de alternativas educacionais que colaboram com a melhoria do desenvolvimento das pessoas envolvidas, problematizando a realidade da formação de professores, discutindo a ação pedagógica, melhorando as relações plurais pela dialogicidade e, ainda, fortalecendo o exercício da criticidade para a cidadania emancipatória.

____________________________________________

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s