Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de  Educação Física, Lazer e Recreação  

 

3

Realizaram-se no dia  07 de março de 2017, às 14h, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de  Educação Física, Lazer e Recreação requeridas pela Mestre Inês Peixoto Silva, tendo como orientadoras a investigadora do CIEC Maria Beatriz Ferreira Leite de Oliveira Pereira, em conjunto com Aurora Amélia Castro Teixeira. O júri foi presidido pela Doutora Laurinda Sousa Ferreira Leite, tendo estado presentes os seguintes vogais: a Doutora Maria Beatriz Ferreira Leite de Oliveira Pereira, da Universidade do Minho; o Doutor João José da Cunha e Silva Pinto Ferreira, da Universidade do Porto; o Doutor António Camilo Teles Nascimento Cunha, da Universidade do Minho; a Doutora Rita Cordovil de Matos, da Universidade de Lisboa; e o Doutor Luís Paulo Lopes Brandão Areosa Rodrigues, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. No final, a candidato foi aprovada, por unanimidade, com a menção de “Muito Bom”.

Título da Tese: “Desenvolvimento Motor e Características Empreendedoras em crianças. Que relação?”

Resumo: O desenvolvimento motor da criança é uma área em crescendo onde existem já vários estudos que procuram entender o seu processo, causas e efeitos. Também a área do empreendedorismo tem sofrido um grande crescimento nas últimas décadas, essencialmente no mundo empresarial. Reconhecendo a importância de ambas as áreas o objetivo da presente investigação é verificar e compreender a relação entre o desenvolvimento motor da criança e as suas características empreendedoras. A relevância do estudo resultou do seu caráter inovador devido à ausência de trabalhos científicos que relacionam, em crianças, o desenvolvimento motor e o empreendedorismo. Participantes: uma turma do 1º ano de escolaridade com 18 alunos (9 do género feminino e 9 do género masculino) e uma turma de 3º ano de escolaridade com 19 alunos (9 do género feminino e 10 do género masculino), com idades compreendidas entre os 6 e os 9 anos (7,2±1,1) de uma escola pública da área urbana de Braga. Instrumentos: Test of Gross Motor Developement – Second Edition (TGMD-2), ficha de anamneses, guião história recriada, guião de observação. Resultados: Estudo 1 – verificou-se uma associação estatisticamente significativa entre o nível de desempenho motor e a idade favorecendo os alunos mais velhos; Não se verificaram associações estatisticamente significativas entre os níveis de desempenho motor e o género; Não se verificaram associações entre a prática desportiva, e respetivo tempo de prática e o desempenho motor das crianças; Os meninos apresentaram um melhor desempenho ao nível das habilidades de controlo de objetos e as meninas ao nível das habilidades de locomoção. Estudo 2 – As características que mais se observaram independentemente de ser um comportamento positivo (CP) ou inverso (CI), em contexto de jogo estruturado foram a “Assunção do risco” e “Relações Interpessoais”. Estudo 3 – As características que mais se observaram independentemente de ser um CP ou CI, em contexto de recreio enriquecido foram a “Autoconfiança” e “Relações Interpessoais”. Estudo 4 – As características que mais se observaram independentemente de ser um comportamento positivo ou inverso, em contexto de narração de história recriada foram a “Autoconfiança” e “Relações Interpessoais”. Estudo 5 – as crianças com melhor desempenho motor ao nível do score bruto total e das habilidades motoras de controlo de objetos tendem a ser as que frequentam o 3º ano de escolaridade e as que revelam menor propensão a CI de autoconfiança e persistência /resistência ao fracasso e também que as crianças com melhor score bruto nas habilidades motoras de locomoção são também aquelas que, em contexto de recreio, tem maior propensão para apresentar CP da assunção do risco tais como ponderar os riscos antes de agir ou de não ter medo de fracassar. Conclusão: verificou-se a existência de uma relação entre o desempenho motor das crianças e as características empreendedoras Autoconfiança, Persistência/Resistência ao fracasso e Assunção do Risco em contexto de recreio.

4

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s