Doutoramento em Ciências da Educação, na especialidade de Psicologia da Educação

57

Realizaram-se no dia 08 de setembro de 2016, às 11h, as Provas de Doutoramento em Ciências da Educação, na especialidade de Psicologia da Educação, requeridas pela Mestre Nava Naeimi, tendo como orientador a investigadora do CIEC Ana Maria Tomás de Almeida. O júri foi presidido pela Doutora Isabel Flávia Gonçalves Fernandes Ferreira Vieira, tendo estado presentes os seguintes vogais: o Doutor Leandro da Silva Almeida, da Universidade do Minho; a Doutora Maria Filomena Ribeiro Fonseca Gaspar, da Universidade de Coimbra; a Doutora Orlanda Maria da Silva Rodrigues da Cruz, da Universidade do Porto; a Doutora Ana Maria Tomás de Almeida, da Universidade do Minho;  e a Doutora Paula Cristina Marques Martins, da Universidade do Minho. No final, a candidata foi aprovada, por unanimidade, com a menção de “Muito Bom”.

Título da Tese: “Promoting forgiveness in pre-school children: A cultural study of mothers’ reasoning and strategies”

56Resumo: As crianças, nos seus relacionamentos quotidianos, podem experimentar situações em que um companheiro as ofendem injustamente, tendo por esse motivo necessidade de vir a tomar uma decisão sobre como resolver as ofensas injustificadas ou injustas. Neste sentido, induzir a capacidade das crianças perdoarem é extremamente importante para o desenvolvimento de sua competência na relação com os pares e desenvolvimento positivo. Além disso, o perdão está associado à recuperação pessoal de estados de ansiedade, depressão, baixa auto-estima, raiva e ressentimento. De acordo com esta assunção, promover a capacidade de perdão das crianças é de grande importância. Como as crianças pequenas desenvolvem a sua compreensão e predisposição para perdoar pode ser uma tarefa de socialização exigente para os pais que precisam de avaliar as maldades e orientar a necessidade de um perdão. O raciocínio e a justificação das crianças em relação à sua tomada de decisão na resolução de conflitos depende de sua compreensão do que figuras de autoridade como os pais consideram ser um comportamento aceitável. Assim, as crenças dos pais, o seu raciocínio moral e as estratégias educativas são processos principais de socialização, bem como para uma série de resultados positivos no desenvolvimento social, cognitivo, moral e emocional, são fundamentais para estimular a competência da criança para perdoar as maldades dos outros. Este estudo teve como objetivo explorar o raciocínio e as estratégias de socialização usadas pelas mães para ajudar os filhos a perdoarem a maldade de um colega, numa perspetiva cultural. Com este objetivo, e tendo em consideração os escassos estudos nesta área, este projeto apresenta um modelo do raciocínio das mães e das estratégias de socialização usadas para promoverem as habilidades de perdão dos filhos e descreve os estudos realizados com vista ao desenvolvimento e validação da Escala das Estratégias das Mães na Promoção do Perdão (MFSS). A fim de comparar as estratégias de promoção do perdão das mães numa perspetiva cultural, reunimos duas amostras, uma de mães Iranianas e a outra de mães Portuguesas, assumindo que Irão e Portugal representam modelos culturais respetivamente orientados para a interdependência e para a independência. Um total de 253 mães (n = 129 Portuguesas; e n = 124 Iranianas) de crianças entre os 4 e os 6 anos de idade participaram no estudo. Os resultados sugerem que a MFSS (Mother’s Forgiveness-promoting Strategies Scale) é uma medida promissora para a exploração das estratégias usadas pelas mães para promover as habilidades de perdão em crianças pequenas, embora sejam necessários mais estudos de validade. Adicionalmente, as análises multivariadas mostraram diferenças significativas entre as estratégias de promoção do perdão usadas pelas mães Iranianas e pelas Portuguesas. Além disso, dentro de cada uma das culturas e entre ambas, as estratégias de promoção do perdão a que as mães recorrem diferiram conforme o estatuto sócio-demográfico, designadamente com o nível educacional e as características religiosas. Os resultados são discutidos tendo em conta as suas implicações em termos de educação parental e de uma abordagem culturalmente orientada ao desenvolvimento sócio-moral das crianças.

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s