Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de Psicologia do Desenvolvimento e Educação

22

Realizaram-se no dia 13 de novembro de 2015, às 14h30, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, na especialidade de Psicologia do Desenvolvimento e Educação, requeridas pela Mestre Edijane da Silva Costa, tendo como orientadora a investigadora do CIEC Ana Maria Tomás de Almeida. O júri foi presidido pelo Doutor Nelson Manuel Viana Silva Lima, tendo estado presentes os seguintes vogais: a Doutora Margarida Nunes Gaspar de Matos, da Universidade de Lisboa; o Doutor Leandro da Silva Almeida, da Universidade do Minho; a Doutora Maria da Graça Pereira Alves, da Universidade do Minho; a Doutora Ana Maria Tomás de Almeida, da Universidade do Minho; a Doutora Maria Madalena Vaz Pereira de Melo, da Universidade de Évora. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade, com a menção de “Bom com Distinção”.

Título da Tese: “A Reintegração Psicossocial dos Jovens em Recuperação da Dependência/Consumos Abusivos de Substâncias Psicoativas nas Escolas Profissionais”

20Resumo: O presente estudo tem por objeto os jovens cuja trajetória de risco marca o seu desenvolvimento psicossocial e os relacionamentos com os seus referentes sociais mais próximos e significativos, como a família, os amigos, o grupo de pares, os colegas da escola e os professores.Tendo por base conceptual dois dos modelos mais representativos do contextualismo evolutivo (Bronfenbrenner, 1979; Sameroff, 1983), este estudo teve como propósito basilar a compreensão em torno dos principais elementos condicionantes de risco e proteção dos jovens e a influência destes no seu ajustamento psicossocial. Principalmente, pretendeu-se com este estudo compreender a relação entre risco e proteção com base na análise dos indicadores associados ao nível socioeconómico, percurso escolar, consumo de substâncias lícitas e ilícitas e envolvimento com pares desviantes, bem como da sua associação e interdependência com a perceção de autoeficácia geral, autoconceito, autocontrolo, estilos de vinculação e satisfação com o suporte social, com os pares e com a escola. A amostra foi composta por 811 jovens, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 14 e os 26 anos (M= 18,75; DP= 1, 928) que frequentavam as Escolas Profissionais na área do Grande Porto. Para a recolha dos dados e posterior análise dos indicadores de ajustamento psicossocial, procedeu-se à construção de um inquérito que teve por base itens adaptados de instrumentos utilizados em estudos validados e adaptados à população portuguesa. Num primeiro momento realizou-se uma análise geral dos resultados dos indicadores e medidas do estudo. Posteriormente procedeu-se a uma análise comparativa em três grupos de jovens com experiências diferentes de exposição ao consumo: G1 (jovens com consumos de drogas), G2 (jovens que cessaram os consumos) e G3 (jovens sem histórico de consumos de drogas ilícitas). Sumariamente, os resultados obtidos neste estudo indicaram dados relevantes no que concerne ao efeito de moderação e mediação dos fatores de proteção e risco pessoais e contextuais, além de agregar valor à compreensão da determinação e interação de alguns destes fatores analisados ao ajustamento dos jovens inquiridos. Sobre este ângulo, na globalidade, os resultados alcançados convergem com os resultados de diversas investigações genéricas que pretendem analisar a influência dos fatores de risco e proteção sobre o desenvolvimento dos jovens.

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s