Investigadores do CIEC criam rede de “investigação-acção” lusófona

No último dia 8 de novembro foi criada, em processo liderado pela investigadora do CIEC Maria Assunção Flores, uma rede de “investigação-acção” cujos objectivos passam por promover uma abordagem investigativa mais democrática e inclusiva.

De forma pragmática, quer se colocar na agenda a dimensão política e emancipadora da investigação no sentido de contribuir para a mudança e melhoria das práticas e dos contextos sociais, culturais e profissionais através do envolvimento das pessoas, do questionamento de estereótipos, da reflexividade, da colaboração e da empatia, implicando, por isso, a gestão de dilemas bem como questões de natureza ética.

A iniciativa é inédita e inovadora no mundo lusófono, e contou com o apoio de congéneres em língua inglesa, alemã, espanhola e japonesa. A rede reúne investigadores, académicos, alunos de pós-graduação e profissionais de vários domínios da área da saúde, da educação e do serviço social oriundos dos vários países de língua oficial portuguesa.

Um dos principais enfoques, conforme adianta Assunção Flores, será a pobreza infantil.

O Jornal “Correio do MInho” noticiou o facto em matéria que pode aceder clicando na imagem abaixo.

CMFLORES-page-001

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s