Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Estudos da Língua Portuguesa

62

 

Realizaram-se no último dia 9 de junho, às 10h, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Estudos da Língua Portuguesa, requeridas pela Mestre Teresa da Conceição Mendes de Castro, tendo como orientador o investigador do CIEC Rui Manuel do Nascimento Lima Ramos. O júri foi presidido pela Doutora Isabel Flávia Gonçalves Fernandes Ferreira Vieira,  tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutora Isabel Margarida Ribeiro de Oliveira Duarte, da Universidade do Porto; Doutor José António Brandão Soares de Carvalho, da Universidade do Minho; Doutora Maria Adelina Bessa Ferreira Rodrigues Marques, da Universidade do Minho; Doutor Rui Manuel do Nascimento Lima Ramos, da Universidade do Minho; e a Doutora Íris Susana Pires Pereira,  da Universidade do Minho. Justificou a sua ausência a Doutora Maria Luísa Álvares Pereira, da Universidade de Aveiro. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade.

 61

Título da Tese: “Representações da Infância no Manual Escolar: uma Abordagem Linguística dos Textos de Manuais do 4º Ano de Português”

 

Resumo: A presente investigação tem por base os princípios teóricos e metodológicos da Análise Linguística do Discurso, mas também da Pragmática Linguística, da Linguística Textual, das teorias da Enunciação e do Interacionismo Sociodiscursivo. Recebe, ainda, influência do campo da Sociologia, mais especificamente da Sociologia da Infância, no intuito de entender a criança enquanto indivíduo que é parte integrante e participante de uma sociedade. Com consciência da enorme importância que os manuais escolares assumem no processo de ensino e aprendizagem, analisam-se os textos dos manuais de Português do 4.° ano de escolaridade para elencar as imagens que os mesmos constroem da criança e da infância. Desvendam-se os reportórios interpretativos selecionados no material verbal que tomam possível a evocação de frames capazes de normalizarem as formas de estar e de agir das crianças-personagens dos textos, transformando essas imagens mentais em imagens prototípicas das crianças em geral. Classificam-se os textos segundo a sua sequência dominante e procura-se perceber as caraterísticas de cada tipologia e a função pragmática que desempenham junto dos leitores eleitos. Desvendam-se as expressões referenciais de criança para perceber as estratégias utilizadas pelo enunciador para referir as crianças e os seus mundos. Percorrem-se os espaços físicos em que se movimentam as crianças dos textos para identificar os espaços prototípicos das crianças. Paralelamente, elencam-se as atividades que as mesmas crianças realizam e que representam as atividades que a sociedade atribui como próprias para as crianças. Desvenda-se a presença da voz das crianças na material idade linguística dos textos, identificando as estratégias enunciativas que permitem inscrever (ou não) essa voz nos mesmos. De forma complementar, analisam-se os papéis que as ilustrações desempenham junto desses mesmos textos. Cada um dos tópicos de estudo é complementar aos restantes, construindo um todo significativo que permite perceber o que os autores dos textos/manuais, em primeira instância, e os poderes instituídos (e a sociedade), em última instância, consideram ser as imagens que importa normalizar das crianças e da infância.

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s