Investigadora do CIEC na UNESP (São Paulo/Brasil)

visita

A directora do CIEC, Graça Carvalho, encontra-se até o dia 21/11 lecionando Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho (UNESP) ministrando a disciplina Metodologia Quantitativa, a qual pretende constituir um espaço de aprendizagem das metodologias da investigação educacional, sob consideração de alguns paradigmas teóricos e epistemológicos, das características e das exigências metodológicas. 

Esta unidade curricular representa uma base e um suporte teórico-metodológico indispensável para a concretização de futuros projetos de investigação no campo da educação em ciências. Dá-se especial atenção aos métodos quantitativos, mas não se deixará de fazer referência a métodos qualitativos que lhe são complementares.

A professora Ana Maria de Andrade Caldeira do Departamento de Educação e do programa de Pós-Graduação comenta que o contato com a professora Graça Carvalho já ocorre há cinco anos, sendo porém intensificados os laços de cooperação nos últimos três anos, altura em que esteve no Brasil. “Ela faz parte do projeto Biohead-Citizen – Educação em Biologia, Saúde e ambiente para uma melhor cidadania entre o Brasil e a Universidade do Minho, com várias publicações internacionais na área de evolução, assim nosso programa em Educação para a Ciência tem a necessidade de aplicarmos questionários na área de ciências humanas, então a presença da professora Graça é fundamental”, explicou Caldeira.

O Biohead-Citizen inclui estudos em 18 países e visa analisar as diferentes possibilidade em como entender melhor a Biologia, Saúde e a Educação pode proporcionar uma melhor cidadania contando com a dimensão social, ou seja, esse entendimento pode revelar relevantes mudanças no sistema de educação europeu.

Graça Carvalho salientou a participação do aluno brasileiro em termos de questionamento, comparado ao europeu, evidenciando os participantes da disciplina em Bauru. “São mais questionadores, participativos e argumentam mais sobre os temas, comparando aos portugueses, que são mais passivos. Aqui vêem a questão interpessoal e lá acreditam que os professores estão mais distantes dos alunos”, pontuou a visitante.

Ana Caldeira comemorou uma possível parceria em poder enviar mais pesquisadores da Unesp a Universidade do Minho, com novos projetos de pesquisa que estão surgindo, face também a possibilidade que a Capes proporciona nesta fase de internacionalização. “O aluno brasileiro que está inserido nesses projetos, realiza pesquisa na Europa e volta com outra visão, pois o contexto dos outros países é muito diferente”, comentou.

Graça Carvalho tem nas suas pesquisas o foco científico centrado na criança, e não um dado campo disciplinar, sendo o estudo da criança abordado numa forma pluridisciplinar e, quando possível, interdisciplinarmente. Está envolvida em cooperação internacional com mais de 20 Universidades da Europa, Norte da África, Oriente médio e Brasil, tendo já publicado sete livros, mais de 50 capítulos em livros nacionais e internacionais, mais de 90 artigos em revistas nacionais e internacionais e mais de 130 artigos em anais de congressos nacionais e internacionais. A investigadora está em Bauru a convite feito pela professora Fúlvia Maricato da Universidade Estadual de Maringá – PR.

Para mais informações, consulte o site “Noticiências” daquela instituição: http://www.fc.unesp.br/noticiencias/visita-internacional-na-pas-graduaaao-da-fc

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s