Doutoramento em Estudos da Criança, Especialidade de Sociologia da Infância

42Realizaram-se no dia 17 de junho, às 14h30, as provas de Doutoramento em Estudos da Criança, Especialidade de Sociologia da Infância, requeridas pela Licenciada Ana Margarida von Stein Afonso Palmeira, tendo como orientador o Doutor Manuel José Jacinto Sarmento Pereira. O júri foi presidido pelo Doutor José Augusto de Brito Pacheco tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutor Fausto José Robalo Amaro, da Universidade Técnica de Lisboa; Doutor Manuel José Jacinto Sarmento Pereira, da Universidade do Minho; Doutora Natália Fernandes, da Universidade do Minho; Doutora Maria Emília Pinto vilarinho Rodrigues Barros Zão, da Universidade do Minho; Doutora Ana Isabel Martins Sani, da Universidade Fernando Pessoa; e a Doutora Rosangela Francischini, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade.

Título da Tese: “Perceção, representações e lógicas das crianças sobre o mau-trato – Estudo em Sociologia da Infância ”

Resumo: o tema central desta dissertação consiste numa análise sociológica da perceção que as crianças têm do mau trato. Procuramos estabelecer a diferença das perceções das crianças institucionalizadas face a crianças não institucionalizadas. Hoje assistimos a uma crescente visibilidade do fenómeno dos maus-tratos na infância, através de uma maior consciência social e profissional para a qual contribuiu em muito o problema dos maus-tratos infligidos às crianças, na Casa Pia de Lisboa. Como definem as crianças o mau-trato? Serão as crianças capazes de identificar formas de maus-tratos?  Recorrendo a metodologias de tipo qualitativo e técnicas diferenciadas (entrevista, análise de desenhos e redações, análise de um caderno preenchido nas férias) este estudo foi realizado com crianças institucionalizadas num centro de acolhimento temporário e crianças de um centro de atividades de tempo livre – ATL), com idades compreendidas entre os 7 e os 12, do concelho de Braga. Pretende-se que o reconhecimento social e político dos maus-tratos possa traduzir-se num conhecimento mais aprofundado sobre a problemática em questão e simultaneamente contribuir para a prevenção dos maus-tratos infantis.

 

41

 

Anúncios

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s