Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Educação Física, Lazer e Recreação

104Realizaram-se no dia  14 de dezembro, às 14h35, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Educação Física, Lazer e Recreação, requeridas pelo Mestre Paulo César de Barros, tendo como orientadora a Doutora Maria Beatriz Ferreira Leite de Oliveira Pereira. O júri foi presidido pelo Doutor Leandro da Silva Almeida tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutora Maria Beatriz Ferreira Leite de Oliveira Pereira, da Universidade do Minho; Doutora Isabel Maria Pimenta Henriques Freire, da Universidade de Lisboa; Doutora Maria Paula Botelho Gomes, da Universidade Lusófona do Porto; Doutor António Camilo Teles Nascimento Cunha, da Universidade do Minho; e a Doutora Ana Maria Eyng, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Brasil. No final, o candidato foi aprovado por unanimidade.

Título da Tese: “Jogos e Brincadeiras na Escola: Prevenção do Bullying entre crianças no Recreio”

Resumo: A violência escolar é um problema que tem preocupado inúmeros profissionais da educação, pois materializa-se em diversos espaços sociais e tem sido frequente nos últimos anos, no ambiente escolar. Tal fato contradiz a concepção de escola como um espaço de socialização do conhecimento, formação e, sobretudo, de proteção. Além disso, essas manifestações ultrapassam os muros escolares chegando à sociedade de forma geral. Esta forma de violência é denominada bullying definido como abuso sistemático do poder entre pares e se caracteriza por uma agressão física ou psicológica de forma continuada, assim, não se trata de um ato isolado (Olweus, 1993). Na escola, local onde as crianças passam grande parte do seu dia, são identificados muitos problemas relacionados com o comportamento dos alunos, sendo o recreio o momento onde se registram mais problemas relacionados ao bullying. O presente estudo teve como objetivo principal verificar se a utilização dos jogos e brincadeiras no recreio escolar pode contribuir para a diminuição de práticas agressivas entre pares. Foi elaborado e implementado um programa de intervenção com a inserção de materiais recreativos no horário do recreio durante um período de seis semanas diariamente. Os sujeitos da pesquisa foram 393 alunos na faixa etária dos 9 e 10 anos de idade, da 3a e 4a séries do ensino fundamental de duas escolas da rede municipal de ensino do município de São José dos Pinhais. O instrumento utilizado no presente estudo foi um questionário com base no de Olweus (1989). Os resultados do estudo apontaram a presença do bullying nas escolas pesquisadas, nas quais constatou-se que grande parte dos alunos já foram vítimas uma ou duas vezes. Os locais onde ocorre a maior incidência de bullying foram o pátio, as salas de aula e o recreio, sendo este o local de maior ocorrência nas escolas participantes do estudo, confirmando estudos realizados anteriormente. 105Verificou-se também que, independente do tipo de recreio que acontece nas escolas, as crianças o adoram, não apresentando diferenças significativas entre os níveis de satisfação nos períodos pré e pós-intervenção nas duas escolas. Quanto a inserção de materiais recreativos no horário do recreio, os mesmos contribuíram para a prevenção e diminuição das práticas agressivas em crianças na faixa etária dos 9 aos 10 anos.

Deixar um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s