Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Metodologia e Supervisão em Educação de Infância

Realizaram-seno dia 06 de janeiro de 2012,  às 10:30 horas, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Metodologia e Supervisão em Educação de Infância, requeridas pela Mestre Sara de Barros Araújo, tendo como orientadores a Doutora Júlia Fátima Domingues Basto Oliveira e o Doutor João Manuel Formosinho Sanches Simões. O júri foi presidido pelo Doutor Leandro da Silva Almeida tendo estado presentes os seguintes vogais: Doutor João Manuel Formosinho Sanches Simões, da Universidade do Minho; Doutora Maria Gabriela Correia de Castro Portugal, da Universidade de Aveiro; Doutora Júlia Fátima Domingues Basto Oliveira, da Universidade do Minho; Doutora Maria Cristina Cristo Parente, da Universidade do Minho; Doutora Maria de Fátima Cerqueira Martins Vieira, da Universidade do Minho; e a Doutora Esperança do Rosário Jales Ribeiro, do Instituto Politécnico de Viseu. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade.

Título da Tese: “Pedagogia em creche: Da avaliação da qualidade à transformação praxiológica”

Resumo: o presente estudo visa aprofundar a compreensão de processos de transformação praxiológica em contexto de creche. Esta intenção primeira relacionou-se com evidências relativas a estes serviços de educação e cuidados para crianças até aos 3 anos, em Portugal, nomeadamente a forte necessidade social associada aos mesmos, a baixa qualidade que tem vindo a ser evidenciada em alguns estudos e a quase total ausência de investigação que se detenha na análise de processos de reconstrução praxiológica nestes contextos, visando a sua qualificação. Considerando estas circunstâncias, foi desenvolvido um estudo de caso em investigação-ação em duas salas de creche localizadas na cidade do Porto. O estudo apresentou enquanto objetivos específicos: (a) aprofundar conhecimentos acerca de propostas pedagógicas socio-construtivistas especificamente concebidas para os contextos de creche; (b) compreender as práticas de educadoras de infância em dimensões pedagógicas centrais da ação profissional em creche; (c) desenvolver um processo de formação em contexto, de natureza colaborativa, com vista à desconstrução e reconstrução da pedagogia; (d) compreender os conteúdos e processos mais relevantes da formação em contexto na desconstrução e reconstrução da pedagogia; (e) avaliar e compreender os efeitos da formação em contexto na aprendizagem das educadoras de infância, em dimensões pedagógicas centrais da ação profissional em creche; (D avaliar e compreender os efeitos da formação em contexto no bem estar, envolvimento e experiências de aprendizagem das crianças.

O estudo integrou uma fase de avaliação multimetódica inicial da qualidade das salas, que possibilitou a sua caracterização do ponto de vista de dimensões pedagógicas preestabelecidas e de temas emergentes. Seguiu-se um processo de formação em contexto, mediado por uma formadora em contexto, concomitantemente investigadora. Este processo foi desenvolvido ao longo de 58 encontros de trabalho, visando a transformação da qualidade através de processos de experimentação, envolvendo espirais de ação e reflexão. A avaliação multimetódica dos efeitos da formação em contexto evidenciou o seu impacto positivo na aprendizagem profissional das educadoras de infância, associado a uma evolução positiva da qualidade das salas, desde níveis baixos para níveis médios, em diferentes dimensões da pedagogia: organização do espaço e materiais, organização do tempo, interação adulto-criança, atividades e projetos, e observação, registo e interpretação da experiência da criança. Os resultados evidenciaram ainda efeitos positivos ao nível do bem-estar e, sobretudo, do envolvimento das crianças, bem como no que concerne a quantidade e equilíbrio das suas experiências de aprendizagem. Do ponto de vista dos conteúdos e processos da formação em contexto, os dados permitiram aceder à importância percebida dos referenciais pedagógicos específicos à ação em creche, do trabalho em equipa, de uma abordagem contextual à formação, da mediação pedagógica, bem como aos efeitos detrimentais representados pelos obstáculos organizacionais e à incompletude e complexidade inerente ao processo transformativo. O estudo subscreve a necessidade de focalização em estudos de cariz praxiológico, como via privilegiada de construção de conhecimento, de reconstrução das práticas e de melhoria da qualidade dos contextos de creche, tarefas inalienáveis na concretização de direitos substantivos de crianças e adultos.

Anúncios