Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Metodologia e Supervisão em Educação de Infância

Realizaram-se no dia 24 de outubro de 2011  às 10:30 horas, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Metodologia e Supervisão em Educação de Infância, requeridas pela Mestre Heles Cristina Ferreira de Souza, tendo como orientadoras a Doutora Júlia Fátima Domingues Basto Oliveira e a Doutora Maria Cristina Cristo Parente . O júri foi presidido pela Professora Doutora Laurinda Sousa Ferreira Leite e incluiu os seguintes vogais: Doutora Júlia Fátima Domingues Basto Oliveira, da Universidade do Minho; Doutora Marlene da Rocha Migueis, da Universidade de Aveiro; Doutora Maria Cristina Cristo Parente, da Universidade  do Minho; Doutora Maria de Fátima Cerqueira Martins Vieira, do Instituto de Educação; a Doutora Rosa Maria Ramos Novo, da Escola Superior de Educação de Bragança; e a Doutora Dalila Maria Brito da Cunha Lino, da Escola Superior de Educação de Fafe. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade.

Título da Tese: “ A Formação em Contexto como Apoio a Processos de Mudança no Fazer Pedagógico: um estudo de caso”

 Resumo: Este trabalho é uma experiência de formação em contexto realizada com duas educadoras da educação infantil no município de Natal (Brasil) entre 2008 e 2009. A experiência voltou-se para um processo de formação como elemento decisivo na redefinição do agir profissional, apoiada pela pedagogia construtivista e pela metodologia do modelo High-Scope, a fim de que essa formação constituísse verdadeiros espaços de aprendizado e crescimento profissional, ligados à melhoria da qualidade da educação infantil. Em síntese, preocupa-se com a formação continua de educadores(as) da educação infantil. Por sua natureza, caracteriza-se como um estudo de caso construtivista numa perspetiva de investigação-ação, pois houve um “mergulho” no universo do centro de educação infantil e nas práticas das educadoras para conhecê-las e acompanhá-las, sendo possível assim investigar elementos que subsidiassem o plano investigativo. Constatou-se no decorrer da experiência que uma formação em contexto, materializada por diferentes estratégias de reflexão e voltada para mudanças da prática, é um processo complexo, lento e por vezes “doloroso”, mas possível de ser realizado. Os resultados evidenciaram a vivência de um processo de transformação e crescimento profissional das educadoras, motivando a buscar mudanças no contexto de trabalho, a partir da elaboração de propostas em equipe. Também motivou as crianças a trabalharem com renovado entusiasmo, com liberdade para optar por atividades que contemplem seus interesses e necessidades. A experiência com as educadoras, igualmente, motivou-as a dar continuidade ao trabalho, transformando a experiência em atividade efetiva na escola, através da formação do grupo de estudo para modificar a prática pedagógica. Quanto aos pais, diversos foram os relatos de avanços e modificações no comportamento das crianças e, de modo geral, de todos os envolvidos no processo de transformação através dos espaços das salas de experiências.

Advertisements