Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Literatura para a Infância

Realizaram-se no dia 17 de Maio de 2011,  às 10:30 horas, as Provas de Doutoramento em Estudos da Criança, especialidade de Literatura para a Infância, requeridas pela Mestre Maria Cristina Nogueira Lança de Mello, tendo como co-orientadoras a Doutora Maria de Fátima das Neves Guerreiro Sequeira e a Doutora Fernanda Leopoldina Parente Viana. O júri foi presidido pela Professora Doutora Laurinda Sousa Ferreira Leite e incluiu os seguintes vogais: Doutora Maria de Fátima

Título da Tese: Do Sentir ao Ler. Contributo do texto poético para a compreensão da leitura.das Neves Guerreiro Sequeira da Universidade  do Minho; Doutora Fernanda Leopoldina Parente Viana, da Universidade do Minho; Doutor Fernando José Fraga de Azevedo, da Universidade do Minho, Doutora Maria da Graça Borges Castanho, da Universidade dos Açores; Doutora Maria Iolanda Ferreira da Silva Ribeiro, da Universidade do Minho; Doutora Maria Madalena Teles de Vasconcelos Leite Dias Ferreira e Teixeira, do Instituto Politécnico de Santarém; e a Doutora Maria de Lurdes da Silva de Magalhães e Vasconcelos Magalhães, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. No final, a candidata foi aprovada por unanimidade.

Resumo: Este estudo sugere e proporciona uma aproximação à instrução literácita. Uma combinação de ideias construtivas, que envolve técnicas de solução de problemas, é apresentada, negociando com áreas da linguagem e desenvolvimento literácito, com a linguagem oral, com a leitura e a escrita, de forma concorrente e inter-relacionada. A linguagem ajuda o aprendente a dar significado ao mundo, a compreender e a ser compreendido. Como resultado, a linguagem e o sentido não podem ser separados um do outro, pois o desenvolvimento de um realça o desenvolvimento do outro. A literatura joga um papel importante na área literácita: serve como modelo para a aprendizagem da linguagem e propicia uma forte motivação para a aprendizagem da leitura e da escrita. Com efeito, é um trampolim para muitas actividades relacionadas com a literacia, que são ancoradas em experiências escolares. Estas implicações devem ser suportadas por uma perspectiva teórica da compreensão da linguagem e da leitura. Neste sentido, este estudo foca estratégias instrucionais, descrevendo um programa que sustenta um desenvolvimento literário a partir do nascimento até ao sexto ano de escolaridade. É reconhecido que as crianças começam a desenvolver formas precoces de linguagem e de capacidade literária de modo paralelo desde o nascimento. As condições que promovem as primeiras aprendizagens linguísticas constituem as mesmas condições que promovem um total desenvolvimento literácito, dado que são criadas no contexto social que envolve as crianças – a família e a escola – ao fornecer-lhes numerosos exemplos de aproximação à escrita e à leitura. Assim, deve ser desenvolvida uma atitude de promoção de aspectos criativos que permitam que as crianças explorem mundos míticos e imaginados através da poesia. Deste ponto de vista, o texto poético é uma fonte para outros tipos de comunicação quer linguística quer simbólica. É evidente o prazer criado pelos jogos de linguagem. Os Jogos poéticos encorajam a criatividade, transformando-a numa ferramenta básica que facilita o exercício da imaginação. A linguagem literária torna-se, pois, uma fonte autêntica de conhecimento humano, promovendo uma profunda motivação para a aprendizagem da leitura e da escrita. É importante salientar que a literatura é uma forma de conhecer; daí que estejamos conscientes de que os materiais propostos para finalidades instrucionais são necessários para construir modelos de aprendizagem literácita, dado que a contribuição da literatura precoce para o desenvolvimento literácito das crianças mais jovens constitui uma marca duradoura. Este estudo não tem um intuito prescritivo. Não existe uma única maneira “certa” de implementar um programa literácito. Os professores devem ser encorajados a estabelecer processos para desenvolver as suas próprias unidades. O estudo fornece somente uma abordagem à instrução literácita que trata os benefícios dos textos poéticos que foram seleccionados com o propósito de desenvolver a capacidade crítica. A fim de tornar este estudo mais legível, as diversas áreas da literacia foram tratadas em capítulos diferentes.